terça-feira, 31 de outubro de 2017

1ºGTT participa do combate ao incêndio na Chapada do Veadeiros

Desde o primeiro dia de operação no combate ao incêndio que atinge a Chapada dos Veadeiros (GO), a Força Aérea Brasileira (FAB) lançou 96 mil litros de água em oito saídas realizadas com uma aeronave C-130 Hércules. Até agora, já foram realizadas 13h20min de voo para auxiliar na extinção dos focos.

Nesta sexta-feira (27), quarto dia de operação da FAB, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) vai realizar uma avaliação da área. "Eles vão avaliar a área em que atuamos até ontem (quinta-feira). Ao término dessa análise, vamos receber deles as necessidades para planejar e acionar as próximas missões", explica o Oficial de Ligação da operação, Coronel Aviador Giancarlo França Apuzzo.
Na quinta-feira (26), foram realizadas três saídas, a primeira às 7 horas da manhã, e a última ao meio-dia. A cada saída, que leva cerca de 1h30min de voo, são realizados dois lançamentos, com 6 mil litros cada e que conseguem cobrir uma extensão de 500 metros.

 O C-130 Hércules, do 1º Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT), possui um sistema chamado MAFFS, do inglês Modular Airborne Fire Fighting System. O equipamento é composto por cinco tanques de água, dois tubos que se projetam pela porta traseira do avião e pode levar até 12 mil litros de água. 



Duas tripulações e uma equipe de solo – totalizando 26 militares - estão engajados na operação. Duas piscinas de 22 mil litros de água ficam cheias para que o reabastecimento da aeronave aconteça o mais rápido possível.


Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Emília Maria
Fotos: Cabo André Feitosa/CECOMSAER 

1º GTT realiza Exercício Operacional Barão I

Sob coordenação da Ala11 e Ala2, entre os dias 15 e 21 de outubro foi realizado na cidade de Anápolis, Goiás, o Exercício Operacional Barão I, que visa o adestramento das equipagens nas ações de reabastecimento em voo, REVO, buscando, assim, a elevação operacional das tripulações envolvidas. Para isso, foram voados pouco mais de 25h e transferidos mais de 83000 lbs de combustível nestas ações, contando com a participação do 1ºGTT, 1º/1ºGT e dos esquadrões 1º/4ºGAV e 1ºGDA.