domingo, 21 de outubro de 2018

CONFRATERNIZAÇÃO DE FINAL DE ANO DOS EX-INTEGRANTES DA NOSSA “QUERIDA BASE AÉREA DOS AFONSOS”




CONFRATERNIZAÇÃO DE FINAL DE ANO

A Associação dos Ex-Integrantes da nossa “Querida Base Aérea dos Afonsos”, encerrando as suas atividades do ano de 2018, realizará uma confraternização no dia 08 de dezembro, a partir das 12h, no CENTRO DE CONVIVÊNCIA VILA VALQUEIRE, localizado na Av. Jambeiro – 908.
Contamos com a honrosa presença dos nossos associados, familiares e amigos que integram esta nossa grande família.
DETALHES DO EVENTO
Traje: Esporte (bermuda, tênis, etc...) – Cardápio: Churrasco – Contribuição Individual: R$ 70,00
Data Limite para confirmar presença e efetuar o pagamento: 09 de novembro, na reunião mensal.
HAVERÁ SORTEIO DE BRINDES PARA OS ASSOCIADOS EM DIA COM AS MENSALIDADES.

Contatos: Maj Taveiros => 3391-6369/96464-0379 e Sidnei => 2301-3754/99811-3810

ATENCIOSAMENTE
A DIRETORIA

quarta-feira, 20 de junho de 2018

ANIVERSÁRIO - FAB realiza solenidade comemorativa ao dia do CAN e da Aviação de Transporte

Evento foi realizado nesta terça-feira (12) e contou com representação do momento histórico

Uma cerimônia militar celebrou o Dia do Correio Aéreo Nacional (CAN) e da Aviação de Transporte, no Rio de Janeiro (RJ), nesta terça-feira (12). O evento foi realizado no Campo dos Afonsos e contou com a presença do Comandante da Força Aérea Brasileira (FAB), Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato; do ex-Comandante da FAB, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista; além de Oficiais-Generais membros do Alto-Comando.
O Major-Brigadeiro do Ar José Maria Custódio de Mendonça foi homenageado em reconhecimento pela participação na construção da história do Correio Aéreo Nacional. “Eu fiquei muito honrado por receber a homenagem. Servi a Força Aérea por 40 anos, sendo mais de 20 na Aviação de Transporte, iniciando nas aeronaves C-119, Búfalo e C-130 Hércules. Realmente foi o período muito importante”. O veterano também ressaltou os feitos do CAN. “Só quem participou das missões naqueles rincões do norte, da Amazônia, que conhece a obra que foi realizada pelo Correio Aéreo Nacional”, afirmou.

O Comandante da Ala 11, Brigadeiro do Ar Mozart de
Oliveira Farias, onde estão sediados quatro esquadrões de transporte, ressalta o papel essencial que tem esta aviação, tanto no campo militar, quanto no campo civil. “A aviação de transporte está sempre presente no dia a dia das pessoas, seja nas missões de reabastecimento em voo, nas missões de transporte aerologístico e lançamento de paraquedistas ou cargas, como também no transporte de órgãos, evacuação aeromédica e transporte de urnas”, disse.

Durante a cerimônia, a aeronave Curtiss Fledgling, de matrícula K-263, ficou em exposição. Esta aeronave protagonizou, no ano de 1931, a criação do Correio Aéreo Nacional. Os militares que representaram a tripulação à época foram os Tenentes Aviadores Leonardo Moura Ferreira e Jonas Pereira Silva. Eles realizaram a entrega da ordem do dia alusiva ao aniversário do Correio Aéreo Nacional ao Comandante da Força Aérea. A entrega representou o primeiro transporte realizado pelo CAN.
A data histórica contou, ainda, com imposição das medalhas “Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura” e “Eduardo Gomes Aplicação e Estudo”. Veteranos do Correio Aéreo Nacional e integrantes da Aviação de Transporte encerraram a cerimônia em desfile sob o comando do Brigadeiro do Ar Clóvis de Athayde Bohrer, veterano do CAN.

Data histórica - No dia 12 de junho de 1931, um malote com duas cartas deveria ser entregue à sede dos Correios e Telegráfos em São Paulo pelos Tenentes Nelson Freire Lavénère Wanderley e Casemiro Montenegro Filho. Para cumprir o objetivo os militares decolaram do Campo dos Afonsos, Rio de Janeiro, a bordo do biplano Curtiss Fledgling K-263 com destino ao Campo de Marte, na capital paulista. Como não conseguiram localizar o aeródromo, pousaram no Jockey Clube Paulista da Mooca e completaram a tarefa a pé.

A partir daí iniciava-se a saga que, além do transporte de passageiros levou, sob suas asas, solidariedade e ajuda humanitária aos mais distantes rincões do país. O Correio Aéreo Militar surgiu, idealizado pelo então Ministro da Guerra, General José Fernandes Leite de Castro.
Sob o comando do então Major Eduardo Gomes, o Correio Aéreo Militar expandiu-se pelo interior do país. Com a criação do Correio Aéreo Naval, em 1934, as linhas da Aviação Militar multiplicaram-se pelo Centro-Sul. O recebimento de aeronaves mais modernas e a marcação de novos campos de pouso possibilitaram a descoberta dos caminhos para a mais remota das regiões: a Amazônia. Em 1941, com a criação do Ministério da Aeronáutica, houve a fusão dos Correios Aéreos Militar e Naval, e surgiu o Correio Aéreo Nacional (CAN).


Fotos Sargento Bianca Viol

sexta-feira, 15 de junho de 2018

ESQUADRÃO ONÇA APOIA O CAMPEONATO BRASILEIRO DE PARAQUEDISMO DAS FORÇAS ARMADAS

   O céu de brigadeiro da cidade de Guaratinguetá, São Paulo, é o palco da 28ª edição do CAMPEONATO BRASILEIRO DE PARAQUEDISMO DAS FORÇAS ARMADAS (FFAA), que acontece no período de 10 a 15 de junho de 2018, na Escola de Especialistas da Aeronáutica.
 
A cerimônia de abertura foi realizada no dia 10 de junho e presidida pelo General de Brigada André Luiz Ribeiro Campos Allão, Presidente da Comissão de Desportos do Exército. Na competição, militares da Marinha do Brasil, Exército Brasileiro e Força Aérea Brasileira disputam entre sí nas modalidades de Formação em Queda Livre (FQL), Precisão de Aterragem e Estilo. 

O Esquadrão Onça foi uma das Unidades Aéreas selecionadas para apoiar o evento, utilizando uma de suas aeronaves C-105 Amazonas, que se deslocou de sua sede em Campo Grande/MS e prestará apoio durante todo o exercício

"Para nós é uma grande satisfação poder apoiar os competidores. Com capacidade para lançar até 42 Paraquedistas de uma só vez, o C-105 é um avião bastante versátil e capaz de fornecer o apoio necessário a todas as atividades previstas”, comenta o Tenente Correa, um dos pilotos. 





Fonte: Comando do 1º/15º GAV, por Ten Cerutti
Fotos: Comissão Desportiva Militar do Brasil
Revisão textual: AMEAVITA 


 

 

terça-feira, 12 de junho de 2018

1ºGTT realiza última missão a bordo do C-130

No dia 11 de junho de 2018 o 1ºGTT realizou sua última missão a bordo do lendário C-130 Hércules, matrícula FAB 2467, em apoio ao Exército Brasileiro, na missão de Assalto Aeroterrestre no Campo dos Afonsos, cuja tripulação foi composta pelos seguintes militares: Cap Av Mesquita, 1ºTen Av Cruz, SO BMA Viegas, 1S BMA Márcio, 2S BMA Renato 2 S BET Rômulus.

A partir de hoje, dia 12, o Esquadrão estará sediado na Ala2, em Anápolis, aguardando o recebimento da aeronave KC-390, que é uma aeronave para transporte tático/logístico e reabastecimento em voo desenvolvido e fabricado pela EMBRAER, visando atender os requisitos operacionais da Força Aérea Brasileira, em substituição ao C-130, encerrando, assim, um ciclo de grandes feitos e realizações, consolidando um passado de glórias a bordo das aeronaves C-115, Búfalo, no 1º/1º GTT (Esquadrão Coral) e do C-130, Hércules, no 2º/1ºGTT (Esquadrão Cascavel).

LANÇAR, SUPRIR, RESGATAR!!!
NOSSA SAGRADA MISSÃO!!!

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Esquadrão Onça transporta medicamentos para minimizar desabastecimento


O Esquadrão Onça (1°/15° GAV), sediado na Ala 5, transportou 397 kg de medicamentos para Campo Grande (MS) no dia 31/05. Os medicamentos foram trazidos do Rio Grande do Sul e de Goiás para serem distribuídos no Mato Grosso do Sul, a fim de reestabelecer os serviços essenciais à população.



O Comandante do Esquadrão Onça, Major Aviador Bruno Morelo Rocha, explica que a unidade tem realizado outras missões em apoio à Operação: "Nós temos feito, também, o transporte de militares para localidades em que há necessidade do emprego destes”, explicou.
O transporte de medicamentos pela Força Aérea Brasileira (FAB) faz parte da Operação São Cristóvão, criada pelo Ministério da Defesa, por meio da Diretriz Ministerial nº 6/2018. Sendo assim, a FAB está engajada nesse tipo de apoio desde o início da semana passada. Em toda a FAB, já foi realizado o transporte de 23 toneladas de medicamentos entre as cidades de Montes Claros (MG) e Recife (PE) e o transporte de 25 toneladas entre São Paulo (SP) e Salvador (BA). 




Fonte: Comando do 1º/15º GAV, por Ten Cerutti
Fotos: Ten Barbieri
Revisão textual: AMEAVITA