quinta-feira, 31 de maio de 2018

1º/1ºGT e 1ºGTT transportam medicamentos para minimizar desabastecimento

Desde o dia 28 de maio, os esquadrões 1º/1ºGT - Esquadrão Gordo e 1ºGTT - Esquadrão Cascavel estão engajados no transporte de medicamentos e insumos face ao desabastecimento provocado pelas manifestações dos caminhoneiros em todo o país. Para isso, foram transportados mais de 32 toneladas para as capitais Recife e Salvador.
Segundo o Ministério da Saúde, a carga transportada compreende remédios e reagentes usados na transfusão de sangue, necessários à realização de procedimentos de hemodiálise.

Operações Integradas

O transporte de medicamentos pela FAB faz parte da Operação São Cristóvão, criada pelo Ministério da Defesa (MD) por meio da Diretriz Ministerial nº 6/2018. As ações em relação a esta operação são emanadas do Gabinete de Operações Integradas, coordenado pelo MD e com a participação de outros ministérios e agências governamentais
















Fotos: Cabo Siqueira / Base Aérea de São Paulo
Fotos: Cabo Henrique Moraes Alexandrino / CINDACTA III
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Gabrielli  

terça-feira, 22 de maio de 2018

Prestação de Contas do 1º Trimestre do Exercício de 2018.

Com o fito de darmos transparência às atividades da nossa associação, disponibilizamos periodicamente para consulta a prestação de contas. Assim sendo, segue abaixo o link para a prestação de contas do 1º trimestre do exercício de 2018 da AMEAVITA.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Esquadrão Onça participa de Exercício Operacional em Campo Grande - MS

O 1°/15° Grupo de Aviação, Esquadrão Onça, participou no período de 25 de abril a 12 de maio, do Exercício Operacional (EXOP) “Tapio”, sediado pela ALA5, em Campo Grande/MS. Ao lado de mais vinte e um esquadrões aéreos das Aviações de Transporte, Caça, Asas Rotativas, Reconhecimento e Busca e Salvamento da Força Aérea Brasileira (FAB), do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (PARA-SAR), e da Brigada de Defesa Antiaérea (BDAAE),o evento  reuniu aproximadamente 700 militares.

O Exercício teve como finalidade, o adestramento dos esquadrões aéreos e unidades de Infantaria do Comando de Preparo (COMPREP) no cumprimento de Ações de Força Aérea, com a preocupação em simular ao máximo as situações encontradas em missões de paz da ONU, que podem eventualmente envolver missões de Busca e Salvamento em Combate, Apoio Aéreo Aproximado, Lançamento de Paraquedistas e Cargas,  Reconhecimento Aéreo, Evacuação Aeromédica, entre outras.


O Esquadrão Onça atuou nas tarefas de Ressuprimento Aéreo à tropa terrestre tanto em missões durante o dia, como na escuridão da noite, utilizando óculos de visão noturna (NVG). Para os lançamentos, foram utilizados os processos “CDS” (Container Delivery System), na qual a carga pode variar entre 230kg e 900kg e o “Pesado” (Heavy), para cargas a partir de 900kg. Foram ainda realizados voos formação, além do emprego de decolagens e pousos táticos com a finalidade de dificultar o engajamento terra-ar pelas forças inimigas e reproduzir ao máximo as condições a serem enfrentadas nesse tipo de missão. 

O Comandante do Esquadrão Onça, Maj Bruno Rocha, explica que o Exercício foi uma grande oportunidade para o Esquadrão manter seu preparo operacional e ainda, colocar prática conhecimentos adquiridos em exercícios internacionais dos quais o Esquadrão já participou. "Somos conhecidos como um Esquadrão comprometido pela busca de um alto nível de qualidade e profissionalismo em nossas atividades. No ano passado tivemos a oportunidade de agregar bastante conhecimento em virtude da participação do Esquadrão na Air Mobility Guardian 2017, que ocorreu nos Estados Unidos e o sucesso obtido agora nas missões realizadas durante este exercício, deixa claro que estamos no caminho certo, prontos para sermos empregados a quaisquer tempo e condições”, explicou o comandante.
Fonte: Comando do 1º/15º GAV, por Ten Cerutti
Fotos: Rafael Marchesini